As Artes Marciais na História

Do ponto de vista histórico, pelo método do estudo comparado, as artes marciais se manifestam através de quatro ciclos bem definidos:

O ciclo mítico ou da origem: um período onde os clãs guerreiros participam de um período mágico em contato com forças de caráter divino e com grandes mestres que criam estruturas de caráter iniciático-mágica. Aqui, a guerra é mágica, ou seja, entre forças celestes e telúrica. E os clãs representam magicamente essas forças. O bem e o mal não existem ainda, pois tudo corresponde a uma necessidade relativa ao plano divino, que guarda relação com a dinâmica evolutiva humana através de genealogias raciais.

O ciclo das grandes guerras: é o período da saga dos grandes guerreiros, que tem sido preparados para consolidar seus ideais e gerar uma grande expansão territorial. A guerra é considerada como um fim em si, é o que os japoneses definem através do conceito do "bugei".

O ciclo de escolas de Artes Marciais: após as guerras, os chefes dos clãs transmitem seus segredos através das escolas de artes marciais.

O ciclo filosófico ou de retorno a origem: trata-se do período em que se enfrenta a decadência das artes marciais promovendo uma luta para o retorno as origens.

Voltar